resenha malibu renasce

A festa anual de Nina Riva é um dos eventos mais famoso de Malibu. Mas o que ninguém espera é que em agosto de 1983, ao despertar da manhã, a mansão de Nina esteja em chamas.

Malibu Renasce é um drama familiar que conta a história dos 4 filhos de Mick Riva, um dos maiores astros da música desde os anos 50.

Título: Malibu Renasce
Autor:  Taylor Jenkins Reid
Editora: Paralela
Páginas: 320
Ano: 2020
Nota: 4/5

Dividido em duas partes, a primeira conta com capítulos são alternados em passado, mostrando a história de Mick e June e seus filhos: Nina, Jay, Hud e Kit; e presente, nas horas precedentes da grande festa.

A segunda parte é no presente, mostrando do começo ao final da festa, quando a casa de Nina é consumida pelas chamas - o que é contado no primeiro capítulo, fazendo a gente querer devorar o livro inteiro para entender COMO isso acontece.

Eu amo histórias focadas em drama familiar, por isso, adorei Malibu Renasce.

Por que os erros que àquelas altura pareciam tão claros ficaram tão bem escondidos de seus olhos enquanto ela os cometia?

A escrita da Taylor é maravilhosa: ela sabe como formar pequenos mistérios contando o que acontece, para explicar depois como acontece. Além disso, ela forma personagens cheios de personalidade e com dramas próprios, além de todo o grande drama que une a todos.

Mick, um homem infiel que abandona sua família várias vezes e deixa a ausência na vida dos filhos; June, uma mulher que o ama intensamente na mesma medida que ama seus filhos; os irmãos Riva, que se unem sob os cuidados de sua irmã mais velha, Nina; e Nina, por sua vez, que aprendeu a abrir mão de si para cuidar de todos.

E tudo isso é bem desenvolvido nas histórias de cada personagem no presente: Nina que acabou de ser abandonada pelo marido; Hud, que se apaixona por uma mulher proibida; Jay, que acaba de se apaixonar perdidamente por uma mulher que mal conhece; e os segredos de Kit.

A questão familiar é bem trabalhada e por vezes senti meu coração apertar percebendo como a família constrói padrões que mesmo quando os filhos querem fugir, podem acabar repetindo.

Eka sabia que não poderia passar o resto da vida se apoiando apenas nas lembranças das pessoas que amava. A perda não era um combusítvel viável. Era preciso sair para o mundo e viver.

Um ponto negativo (por isso 4 estrelas, não 5) é que durante a festa, surgem dezenas de personagens rápidos. Por mais que seja interessante cada história, vai se tornando muito cansativo ler sobre essas pessoas que não tem nada a ver com os Riva, e isso me deixou perdida nas informações de suas breves histórias que, no fim das contas, mal tem relevância.

Porém, no fim, o livro surpreendeu e terminei me sentindo extremamente tocada por essa família, refletindo sobre os padrões que os pais formam e os filhos seguem; como a influência familiar molda uma pessoa; a ausência que um pai pode causar de forma que nada mais preencha esse espaço.

É uma história bem intensa e deliciosa de ler. Recomendo!

Você já leu Malibu Renasce? Me conta se já conhece a escrita da Taylor Jenkins Reid!


7 Comentários

  1. Oi!
    Confesso que em Malibu Renasce eu só fui me empolgar com a história lá pelos 50% do livro, pois a TJR capricha muito nos dramas, mas o povo jogado na festa e a existência de Mick Riva não me empolgaram muito não.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Parece um livro bem agradável de se ler.
    Eu também gosto dos dramas familiares.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  3. Oi
    li meu primeiro livro da autora esses dias e já quero ler outros, que bom que gostou dessa história, sempre leio resenhas positivas das obras dela.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Aléxia.
    Eu li Os sete maridos de Evelyn Hugo da autora e me apaixonei pela escrita dela. Mas ainda não consegui ler nenhum dos seus outros livros. Esse eu tenho no KU, e assim que der vou ler ele, mas ainda não deu aquela vontade.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Aléxia,
    Ainda não li essa obra, mas pela sua resenha me deixou curiosa.
    Feliz dia internacional da mulher para a pessoa incrível que você é.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  6. eu to com muuuita vontade de ler essa obra

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir