bloqueio criativo

Você tenta colocar as palavras para fora, mas a cada tentativa o processo se torna mais frustrante. Infelizmente, o bloqueio criativo bateu em sua porta, abriu uma cabaninha e aparenta estar muito confortável. O que fazer?

Minha experiência com bloqueio criativo

Se tem uma coisa que já aconteceu comigo foi a famosa "falta de inspiração". Todos os trabalhos que exerço - desde hobbies até trabalho que paga os boletos - exigem uma dose diária de criatividade. São capas de livros, escrita de livros, produção de conteúdo para internet... Enfim, eu preciso me sentir criativa e preciso estar criando para estar feliz.

Ocorre muito raramente de o bloqueio criativo ser geral - quando eu não consigo fazer absolutamente nada em todas essas atividades. Normalmente ele atinge um ponto muito específico: a escrita dos livros.

Para quem não sabe eu tenho algumas histórias e comecei a escrever em 2014. Desde o momento em que encasquetei que gostaria de terminar aquela história até o dia de hoje eu passei por altos e baixos (ou como dizia Chorão, dias de lutas/dias de glória). Mas recentemente eu passei pela pior crise de todas: um ano e meio com uma história parada.

bloqueio criativo
via GIPHY

Um ano e meio de bloqueio criativo

Eu estava publicando no Wattpad enquanto escrevia a história Como Conquistar Seu Coração quando um furacão passou pela minha vida. Eu me mudei de casa (duas vezes em menos de um mês!) e comecei a trabalhar muito mais, enquanto estava decidindo muitas coisas com relação a faculdade. Ou seja, eu não tinha mais tempo - e energia - para escrever.

Para completar, o ponto em que parei na história simplesmente começou a me incomodar muito. Eu não estava gostando do rumo que aquilo estava tomando e não fazia a menor ideia do que deveria ser feito a seguir para não colocar a perder a história de personagens com tanto potencial. Veja bem, um autor tem uma grande responsabilidade em suas mãos quanto a qual destino deve dar a essas pessoas que ele mesmo criou...

Com 23 capítulos publicados e sem fazer menor ideia de qual rumo tomar, eu parei aquela história. E, queridos leitores, foi um período sombrio. Eu realmente acreditei que nem voltaria mais a escrever e essa carreira que nem tinha acontecido já morreria ali mesmo, na praia. Enquanto isso, eu recebia semanalmente dezenas de mensagens no Wattpad e comentários indignados dos leitores que gostaria de saber o final do que começaram a ler.

Eu entrei em pânico.

bloqueio criativo
Via GIPHY

O que fazer com o bloqueio criativo?

Se você percebeu o tom desse texto, já deve ter chegado à conclusão que aconteceu alguma coisa e eu sai do bloqueio criativo. E realmente isso aconteceu. Ainda é bem recente e estou até com medo de estar "cantando vitória antes do tempo", mas eu estou feliz e animada por ter reencontrado inspiração, criatividade e vontade de continuar escrevendo.

Por todo esse um ano e meio eu simplesmente estava esperando o bloqueio criativo ir embora da mesma forma que ele chegou - do nada. Mas isso não aconteceu. E, com a pressão dos leitores para eu voltar a escrever (eu queria muito honrar com o compromisso de dar um fim àquela história) e o meu sonho de realmente ser escritora, eu comecei a enfrentar isso.

Não enfrentei escrevendo (forçar uma inspiração que não existe no meio de um bloqueio criativo pode ser muito mais frustrante), mas sim me questionando muitas coisas e lutando na minha mente a acreditar que eu era capaz e ia conseguir fazer um bom trabalho.

E se você está passando por isso agora e quer entender como superar o bloqueio criativo, eu acredito que não tem uma fórmula mágica. Mas você pode se lembrar de algumas coisas e isso pode ser a motivação essencial para você prosseguir:

qÀs vezes precisamos enfrentar as coisas com medo. A vida é cheia de situações desafiadoras; quanto mais você quer algo, provavelmente você sentirá ainda mais medo no processo. Ter consciência de que eu posso fazer as coisas com medo (e que muitas pessoas que eu admiro muito fazem coisas incríveis com medo) me fez ter certeza de que eu sou forte e eu também consigo. É realmente assumir como verdade absoluta aquela frase clichê: se der medo, vai com medo mesmo.

q Você não é uma máquina. Você não precisa produzir o tempo inteiro. Você também tem direito a dias (semanas, ou meses) ruins. Eu sei que é estranho colocar isso dessa forma, mas às vezes nós queremos tanto fazer tudo que acabamos esquecendo de que não precisa ser assim. Quanto mais pressão a gente coloca em si mesmo, mais frustrados nos sentimos. E isso com certeza é o caminho oposto pelo qual você jamais vai conseguir sair do bloqueio criativo.

q Relembrar a importância que esse trabalho tem para você é fundamental para voltar a ter aquele gás que gera a criatividade e te faz ter vontade de sair fazendo um milhão de coisas (mas, veja bem, sem a pressão de que isso é algo que você tem que fazer). O que me ajudou a sair do bloqueio criativo também foi me lembrar constantemente como eu me sinto quando escrevo, a sensação de ter um livro pronto, uma história finalizada. A satisfação pessoal, a alegria que isso gera em mim e como eu gostaria de sentir isso de novo, mesmo que o livro não chegue até os mais padrões extremamente perfeccionistas.

Talvez esse texto tenha sido confuso e mais um desabafo. Porém, se conseguir ajudar uma pessoa (mesmo que seja para perceber que ela não está sozinha) eu já me sinto feliz.

E aí? Você já se sentiu bloqueada criativamente alguma vez? Conta aqui embaixo o que você faz e como isso passa!

5 Comentários

  1. É minha situação atual também agora :/ triste. E meu bloqueio com a escrita de contos e textos diversos deu início quando fiquei com vergonha de uma pessoa ver -_- nem tem fundamento isso, aff... Seu post veio na hora certa.
    Tô travada ainda aqui. Que bom que conseguiu dar continuidade nas coisas, e meio que saiu do bloqueio criativo, ser escritor parece ser muito difícil, principalmente quando se percebe que tem um peso nas suas mãos com relação aos personagens.
    https://www.jardimdepalavras.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Oi, Aléxia
    Eu sofro o tempo inteiro de bloqueio criativo, tanto que meus posts lá em 2016 eram muito mais bem estruturados e mais criativos comparados aos que eu faço hoje. Esse ano foi mais complicado porque era meu último ano na faculdade, tinha TCC, as matérias e eu precisava focar nisso, então o blog ficou meio abandonado. Pra quem postava 5 vx por semana, eu comecei a postar 1 a cada 6 dias. Foi frustrante ver o quanto o ritmo caía e eu pensando que não tinha mais nada pra escrever. Será que minhas ideias tinham ido pro espaço? Uma dica que sempre me ajuda a trazer algo "novo" e a passar por essa situação é ver alguns posts no insta ou outros blogs. Copiar não é legal, mas seguir alguma ideia dando os devidos créditos é bem interessante. Isso me ajuda quando preciso estruturar algo e não tenho nada pra escrever, mas bem lembrado quando você diz que não somos máquinas. É necessário o tempo de desacelerarmos e ficarmos mais quietinhas, deixando nossa mente absorver tudo sem forçar nada.
    É isso, adorei o post!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ai amiga, eu também tive uma espécie de bloqueio criativo na metade da minha história do wattpad porque também não estava gostando do rumo que estava indo, mas ainda bem que consegui sair dele e terminar de escrever o/
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Seu texto me inspirou muito, porque estou passando por isso neste exato momento. Principalmente por ser fim de ano, parece que minhas energias e minha inspiração para criar conteúdos foi embora!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Caramba Alexia,
    Viver de criatividade e de repente não ter inspiração deve ser desesperador. Sabe, eu sou professora, e necessito de inspiração para planejar minhas aulas e deixar as coisas mais dinâmicas. Mas o planejamento é flexível, e se não dá de um jeito, dá de outro, ou eu simplesmente substituo a disciplina e bola pra frente! Eu sempre penso no que vc disse: não sou máquina! Esse é meu primeiro pensamento, então tento relaxar, dar um tempo e depois tento novamente, afinal, como vc bem disse, meu trabalho é muito importante pra mim e minhas crianças merecem o meu melhor. Boa sorte aí e xô bloqueio!!!! Bjs

    ResponderExcluir