livro volte para mim da paola aleksandra

Volte para Mim, de Paola Aleksandra era um grande desejado da minha estante. A história de amor e recomeço que se passa entre Inglaterra e Escócia, gerou diversas resenhas positivas e muitas recomendações, o que somente aumentou minha expectativa para a leitura.

livro volte para mim
Título: Volte para Mim
Autor:  Paola Aleksandra
Editora: Essência
Páginas: 304
Ano: 2018
Nota: 2/5


Com uma narrativa que intercala entre passado e presente, conhecemos Brianna Hamilton, uma mulher que fugiu da Inglaterra para a Escócia aos 16 anos, deixando para trás sua família e também seu primeiro amor. Onze anos depois da fuga, agora Brianna volta para a Inglaterra ao descobrir que sua mãe está muito doente e não deve ter muito mais tempo de vida.

Com temor pelos danos que sua partida deixou naqueles que a amavam, Brianna encara as consequências das decisões do seu passado e precisa reconquistar o coração de sua irmã mais nova enquanto tenta superar Desmond Hunter, seu melhor amigo e primeiro amor.

Volte para Mim começou de uma forma muito boa. A escrita da Paola conquista de imediato, especialmente para um romance de época. A autora consegue usar uma linguagem própria, que faz você realmente se sentir em outro século, mas, ao mesmo tempo, não deixa perder a fluidez da narrativa.

A história de Brianna começa muito interessante: uma mulher que fugiu por algum motivo desconhecido, que longe do seu lar descobriu quem ela queria ser e que agora, mais de uma década depois, sente a necessidade de voltar e estar novamente com a sua família. Claro que a promessa de um romance que ficou no passado e agora tem uma nova chance me conquistou de imediato.

Mas a história não funcionou bem em minha experiência de leitura. O começo é interessante pelas várias perguntas que precisam ser respondidas e conforme a narrativa alterna entre passado e presente, vamos descobrindo melhor o que aconteceu. E isso era o que me motivava a ler no começo. No entanto, as explicações me frustraram um pouco e não consegui entender a Brianna e suas motivações para reações tão exageradas.


Tenho fé de que o amor suporta tudo, de que só esse sentimento é capaz de curar e perdoar sem esperar nada em troca. Mas também sei que, para isso, ele precisa ser cultuivado, regado e lapidado. Sem atitudes concretas de companheirismo e cuidado, nenhuma relação suporta mais de quam década de separação forçada. 

O romance entre ela e Desmond foi muito mais dramático do que era necessário, pois bastasse uma conversa de dois adultos que muita coisa se resolveria. Mas, da forma com que foi levado, me pareceu mais que se tratavam de crianças do que adultos que, apesar do tempo que passaram separados, ainda se amavam profundamente. Eles preferiam se ater a suposições e ideias que tinham embasamento apenas das vozes da própria cabeça do que realmente dar uma chance de ouvir o que o outro tinha a dizer.

Por fim, o drama familiar foi o que mais me incomodou, pois também foi onde se baseou a maior parte da história (o que me surpreendeu, tendo em vista que achei que o romance teria um melhor destaque e desenvolvimento). E eu realmente gosto de enredos com dramas familiares, mas nesse caso me pareceu muito mais uma enrolação, como se os motivos para o sofrimento do personagem fosse sempre o mesmo e todo o enredo ficasse dando voltas no mesmo lugar.

Ninguém deveria viver à sombra dos sonhso e das frustrações de outras pessoas.

Além disso, a sensação que eu tive era de que a todo momento a Paola queria entregar grandes lições para a vida de quem está lendo. E, de fato, o livro tem lições lindas sobre família, amor, afeto, descobrir a si mesmo... No entanto, isso se repete tantas e tantas vezes que, para mim, ficou apenas maçante. Perdi as contas de quantas vezes li coisas como "hora de recomeçar", "pronta para recomeçar", "livre para recomeçar" e sinônimos. E quanto mais parecia que o livro queria emocionar, mais cansada eu ficava.

Apesar de ser um livro curto, achei que a história enrolou demais e teve um desenvolvimento fraco. A escrita da Paola é impecável, mas o desenrolar da história deixou muito a desejar, na minha opinião. Eu esperava por uma história de amor mais madura e muito menos drama pelos mesmos motivos que se repetiam ao longo de todo o livro.

E você? Já leu Volte para Mim ou algum outro livro da Paola? Comenta aqui embaixo!


Compre aqui "Volte para Mim", de Paola Aleksandra:

9 Comentários

  1. Eu ainda não conheço as letras da Paola, mas sei que ela agrada e muito seus fãs.
    Eu vou assumir que não leio tantos romances de época como eu deveria. Não que eu não goste, pelo contrário, gosto muito. É só que o que me prende mais são outros gêneros.
    Mesmo com essas ressalvas, parece que ela construiu um enredo lindo e sim, com certeza, quero ainda poder conferir essa e outras obras dela!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. Poxa Lexi, que pena que não funcionou para você.
    Pah, como chamo a Paola Alekssandra, foi a primeira booktuber que conheci e segui. Ela que me apresentou ao maravilhoso mundo do Romance de Época.
    Então, quando soube que ela escreveria um, óbvio que fiquei muito feliz e com altas expectativas.
    Pra mim foi uma leitura interessante. Não entrou na lista de favs do coração mas curti ler.

    ResponderExcluir
  3. Eu fiquei tão feliz com essa publicação da Pah. Foi a partir do blog dela que conheci Os Bridgertons e me apaixonei por romances de época. Hoje é o meu gênero favorito, então sou SUPER agradecida a ela. Claro que assim que saiu fui correndo conferir esse livro lindo!
    Gosto quando o livro mistura essas culturas, sabe? Fica um livro extremamente rico! Entendi suas críticas, realmente é um livro que tem muito drama, mas ao meu ver, a história deles dois, por exemplo, não poderia ser resolvida tão facilmente, já que não era um amor novo e sim de anos, tinha muita coisa pra colocar em pratos limpos.
    No fim, eu indico para os amantes dos romances de época.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu vi você que você comentou que estava lendo e eu fiquei curiosa, uma porque eu não me lembro de ter lido romance de época e outra, porque desde que eu estou assistindo os vídeos da Paola, fiquei curiosa.
    Vou primeiro tentar o livro novo dela, "O Roubo", se eu gostar, vou tentar me aventurar nesse.

    ResponderExcluir
  5. Foi o primeiro romance de época que li na vida, preciso mudar isso logo. Comprei bastante livros do gênero para ler.
    Gostei do livro e mesmo não tendo muito conhecimento sobre o gênero, a leitura fluiu porque a escrita da Paola Aleksandra prende o leitor. E observei as ressalvas que você mencionou, mas é um livro bom.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oh amiga, mas muitos livros têm essa problemática né... Adultos apaixonados que se comportam como crianças. Imagino que METADE dos problemas de relacionamentos se resolveriam com uma boa conversa, rs.
    Ainda assim vejo muitos elogios às histórias da Paola... Só não tenho real vontade de ler porque o gênero não me atrai tanto.

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu não conheço a escrita da Paola mas tenho vontade, apesar de não gostar de romance época que é o gênero desse livro Volte para mim. Paola só escreve esse gênero? Com certeza não.
    Então Briana pensa como uma criança grande, eles precisariam amadurecer mais para poder ter uma conversa de adultos ou então o amor não é forte o suficiente, e Desmond, com certeza tem sua parte errada nessa história também, mas você não falou muito dele.
    Tem livros que tentam passar passar tantas lições que acaba ficando massante e nós não cinto de aprendemos nada com esses livros.
    Gostei da sua resenha, porque nela você mostrou que não gostou do livro, gosto de sinceridade sempre. Por isso, não ler esse livro, com toda certeza, A Paola tem livros que valem a pena, então lerei outros.

    ResponderExcluir
  8. Ola
    Eu começei a ler o outro livro da Paola mas náo consegui terminar .o enredo náo me prendeu .
    Eu conheci o genero romance de epoca atraves dos romances de banca e sáo essas autoras que me fizeram ficar apaixonada pelo genero .
    E sobre o fato de ter drama demais na trama achei uma pena que a autora exagerou . Sei que todo relaciomento tem seus conflitos . E em um livro náo tem como ser diferente .Se náo tiver obstaculos como vai se construir uma trama ? Náo deve haver exageros
    Mas a autora tem que saber dosar toda essa questáo .
    .para náo ficar uma coisa forçada

    ResponderExcluir
  9. Acompanhava o blog dessa moça há alguns anos, acho incrível ela ter virado escritora. Tenho curiosidade de conhecer a escrita dela sem ser pelo blog e a premissa parece ótima. Uma pena não ter funcionado tanto para você, confesso que drama excessivo é algo que me irrita também. A capa é linda.
    Beijos

    ResponderExcluir