resenha livro de olhos fechados lavinia rocha

Sabe quando você não espera muita coisa de um livro e acaba se surpreendendo totalmente? Foi exatamente isso que aconteceu quando caí de paraquedas na escrita da Lavínia Rocha. Ganhei De Olhos Fechados em um sorteio e só comecei a ler por ver que seria uma leitura rápida e descontraída. Na verdade, descobri que o livro vai muito além das primeiras impressões que tive...



Título: De Olhos Fechados
Autor: Lavínia Rocha
Editora:  D'Plácido
Páginas: 253
Ano: 2014
Nota: 4/5 



Acredito que De Olhos Fechados pode ser dividido em duas partes: a primeira é sobre Cecília como uma adolescente comum, pelo menos comum para uma deficiente visual, e os dramas dessa fase da vida, em especial a paixão por um novo menino no colégio e os dilemas que sua deficiência traz.  A outra parte é ação, suspense e mistério. 


Ainda tento imaginar o que se passou na cabeça da Lavínia na hora de escrever essa história. É absolutamente incrível como ela conseguiu mesclar uma história adolescente de romance normal com algo surpreendente que leva ação e mistério. 


A história tem todo um mistério que envolve Cecília e um segredo de família muito antigo e começa justamente quando a Ceci começa a receber ameaças e a cada um desses bilhetes ela visualiza uma imagem em sua cabeça. Mas isso é impossível, afinal ela já nasceu cega e nunca enxergou nada!


Uma das coisas que me fez pensar que o livro não seria tão legal foi que, enquanto foleava, vi que tinha muitos diálogos e pouquíssima narrativa. Achei que por conta disso a leitura acabaria sendo menos rica, mas foi o mais puro engano. 


Ao mesmo tempo em que a autora consegue colocar ação, suspense, romance e tudo para divertir e distrair o leitor, ela acabou me causando uma reflexão. Eu nunca li nada com uma personagem que fosse cega e gostei muito dessa experiência, a forma como a Lavínia colocava os pensamentos da Ceci e as atitudes das pessoas ao seu redor me fazia pensar em como pequenas coisas que fazemos podem ser ofensivas e dolorosas para outras pessoas que têm uma realidade e vivência diferente de nós.



[...] lidar com cegos estava longe de ser a coisa mais fácil. Não porque nós sejamos complicados, mas porque as pessoas que enxergam se assustam com o diferente e não sabem o que fazer. 


Na entrevista que fiz, a Lavínia me surpreendeu ao falar que não teve contato com nenhum deficiente visual. Isso porque ela consegue descrever com muita perfeição os pensamentos, atitudes e reflexões da Cecília. Imagino o trabalho que deve ter dado para pesquisar tudo isso. Mas com certeza valeu a pena!


O livro ainda tem um quê sobrenatural (acho que esse é o termo certo) que gostei bastante. É uma mistura de tudo mais legal: romance, drama adolescente -muito dosado na medida certa, devo ressaltar-, ação, mistério e reflexão! A narrativa é super rápida e você devora o livro antes que possa imaginar, o mistério nos faz querer comer as paginas de uma só vez e os personagens são um amor! 


Compre "De Olhos Fechados":



19 Comentários

  1. Muito interessante a premissa do livro! Também nunca li um enredo com uma pessoa cega e que seja a protagonista também. Muito importante termos essa representatividade na literatura, ainda mais em um livro que parece cativar bastante!

    https://monautrecote.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Aléxia
    Eu vi seu vídeo comentando sobre esse livro e achei ele bem fofinho. Nunca tinha lido nada com personagens com deficiência visual, então achei muito legal ter essa inclusão por parte da autora, e ainda ser em Brasília. O fato da obra também conter mistério e suspense deixa muito mais do que apenas um livro adolescente.
    Gostei da indicação!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    O livro tem uma premissa bem interessante e achei legal essa pegada meio sobrenatural.
    As vezes eu acabo me enganando quando o livro tem mais descrição do que diálogos e acho que a leitura vai ser cansativa, mas acho que depende do autor e de sua escrita mesmo.


    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Aléxia, tudo bem?

    Não conhecia a autora e nem o livro, mas achei a premissa da história interessante por dois motivos, o primeiro por trazer uma protagonista fora dos padrões que conhecemos e o toque sobrenatural presente na narrativa. Fiquei curiosa!

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Sempre isso acontece comigo, começo a ler sem nenhuma expectativa e bum.... sou surpreendida!
    Ainda não conhecia esse livro, mas, através de sua resenha pude perceber que com certeza é uma leitura que leria.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Talvez tenha me lembrado um pouco Os Garotos Corvos por ter algo sobrenatural e ser um livro com adolescentes haha. Gostei da resenha.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. Oi Aléxia,
    Amo demais quando um livro nos surpreende, é uma das melhores sensações da vida de leitora. A gente se apaixona pelo inesperado! Já gostei da obra, quero conferir!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Aléxia.
    Eu ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e me surpreendi com o enredo e fiquei bastante interessada. E amo quando vejo que o livro tem bastante diálogos hehe. Se de vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi Alêxia.
    Eu não conhecia o livro e também não conheço a autora, mas achei a premissa interessante e sua resenha me deixou com vontade de conferir e curiosa sobre o tal segredo. Vou deixar anotado aqui.
    Bjus

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha. Não conhecia nem o livro, nem a autora e já quero ler.
    Adoro livros que trazem diversos elementos
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  11. É ótimo quando um livro nos surpreende positivamente!! Eu amo um mistério, que bom que a autora conseguiu inserir isso na história, acho que dá todo um toque diferente. Outra coisa que achei legal foi a personagem principal ser deficiente visual, não vemos muitos personagens com essas características por aí (ainda mais principais), como você comentou, e imagino o quão importante isso deva ser pra quem é na vida real. Confesso que prefiro quando o livro tem mais diálogos e menos enrolações com a narrativa, ainda mais quando ela é muito descritiva, acho que isso deve ter ajudado para a leitura ser leve e rápida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Tô precisando de uma leitura leve assim.
    O livro parece ser incrível e já entrou na minha listinhas de desejos.

    Beijinhos,
    Renata

    ResponderExcluir
  13. Oi miga!

    Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, achei muito interessante e amei a jogada com o título! Também não li nada na vida com uma personagem cega... Que coisa!
    Eu gosto muito de livros com bastante diálogo justamente porque são mais rápidos de ler. Agora, fiquei curiosa para saber como a autora conseguiu inserir um mistério na trama!

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ingrid Figueiredo19 de julho de 2020 02:42

    Concordo com a nota, o livro é lindo, tem uma história cativante e escrito com sensibilidade, achei a história bem desenvolvida. E nada melhor do que ir de cara com a protagonista, e o que falar do casal? apaixonei kkkkk

    ResponderExcluir
  15. Isso é maravilhoso quando acontece. Um livro que a gente muitas vezes nem conhece, chega e nos deixa assim, felizes por ter descoberto a história e sim, até se emocionado.
    Nossa literatura nacional é rica demais e olha aí a prova disso.
    Ainda não conhecia o livro,mas como amei a resenha, já vai pra listinha de desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  16. Oi Alexia
    Náo conhecia esse livro
    E táo bom quando um livro nos supreende .Livros com personagens deficientes visuais sáo raros ,so vi em romances de banca
    Dica anotada

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Não conhecia o livro, tem uma premissa atraente. Vai para a lista de desejos.
    Autora teve um cuidado de abordar tema inclusivo, que não temos muito nos livros. Incluiu romance e esse mistério que envolve o leitor com os bilhetes que a personagem recebe e mesmo não podendo enxergar consegue visualizar as ameaças em sua mente.
    Fiquei curiosa, quero ter chance de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá Lex!
    Que fofura, já amei o livro sem mesmo ler. Parece ser aquele livro bem leve para tira a gente de uma ressaca literária. Gostei bastante desse enrendo em ver uma mistura drama adolescente com mistério.

    blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir
  19. Oi, Lex
    Já faz um tempo que quero lê-lo e agora com sua resenha me deu mais vontade ainda.
    A Ceci parece ser cativante, forte e determinada.
    Esses mistérios e a parte sobrenatural também me ganha!
    Li só dois livros com personagens deficientes visuais, precisa ter mais sempre né.
    Bjs

    ResponderExcluir